:: Página Principal.
:: Documentário da Igreja.
:: O Poder da Santa Missa.
:: O Poder do Santo Rosário
:: Aparições de N. Senhora.
:: A Vida dos Santos.
 
:: As Grandiosas Orações.
:: As Orações e Promessas.
:: As Devoções.
 
:: O Relógio da Paixão.
:: A Divina Misericórdia.
:: A Mediação de Maria.
 
:: A Catequese do Papa.
:: Guerreiros da últ. Ordem.
:: Os Sinais do Apocalipse.
 
:: O Estudo da Liturgia.
:: A Imitação de Cristo.
:: Confessai-vos bem.
 
:: Confissões do Inferno.
:: O Milagre de Lanciano.
:: A Contrição Perfeita.
 
:: Eucaristia ou Nada.
:: Beato João Paulo II.
:: Papa Bento XVI.
 
:: O Catecismo da Igreja.

Os Sinais do Apocalipse.

 

www.obradoespiritosanto.com

 

 

 

 

Diz a Sagrada Escritura:

Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra a aflição e a angústia apoderar-se-ão das nações pelo bramido do mar e das ondas. Os homens definharão de medo, na expectativa dos males que devem sobrevir a toda a terra. As próprias forças dos céus serão abaladas. (Lc. 21, 25-26)

Aurora boreal é flagrada no sul dos EUA e surpreende especialistas

26.10.2011: Fenômeno não era visto na região há muitos anos, disse cientista da Nasa

Um fotógrafo americano caçador de tormentas capturou imagens de uma aurora boreal formada no céu do Arkansas, no sul dos Estados Unidos, ainda na noite de segunda-feira, mas as fotos foram divulgadas somente na terça.


Moradores de Kentucky e da Geórgia também relataram suas observações do espetáculo celeste a estações de televisão na terça-feira. Além disso, uma câmera automatizada da Nasa capturou 20 minutos do fenômeno em tons vermelho e verde na cidade de Huntsville, Alabama.


São acontecimentos muito raros. Não vemos esse fenômeno na região sul há muitos anos — surpreendeu-se o cientista da Nasa, Bill Cooke.


Diretores do Centro de Prognóstico de Clima Espacial também disseram que não esperavam o alcance do fenômeno até o Sul. O centro monitora as tempestades solares, as quais detonam as auroras boreais.


— O clímax da intensidade ocorreu quando estava escuro ou ao anoitecer nos Estados Unidos, combinado com o céu claro — explicou Bob Rutledge.


Uma aurora boreal se inicia quando uma tormenta solar causa ventos magnéticos. Eles se chocam com o campo magnético da Terra, comprimindo-o. O choque excita elétrons de oxigênio e nitrogênio. Quando esses elétrons diminuem de intensidade, emitem as cores vermelho e verde, disse Rutledge.

 

Fonte: clicrbs

www.obradoespiritosanto.com

 

 

 

 

 

       © Últimas e Derradeiras Graças