:: Página Principal.
:: Documentário da Igreja.
:: O Poder da Santa Missa.
:: O Poder do Santo Rosário
:: Aparições de N. Senhora.
:: A Vida dos Santos.
 
:: As Grandiosas Orações.
:: As Orações e Promessas.
:: As Devoções.
 
:: O Relógio da Paixão.
:: A Divina Misericórdia.
:: A Mediação de Maria.
 
:: A Catequese do Papa.
:: Guerreiros da últ. Ordem.
:: Os Sinais do Apocalipse.
 
:: O Estudo da Liturgia.
:: A Imitação de Cristo.
:: Confessai-vos bem.
 
:: Confissões do Inferno.
:: O Milagre de Lanciano.
:: A Contrição Perfeita.
 
:: Eucaristia ou Nada.
:: Beato João Paulo II.
:: Papa Bento XVI.
 
:: O Catecismo da Igreja.

Os Sinais do Apocalipse.

 

Diz a Sagrada Escritura:

- "... E grandes desgraças em diversos lugares." (Mt. 24, 7)

Ruas inundadas em Navotas, cidade ao norte de Manila, capital das Filipinas,

 

Número de mortos pelo tufão Nesat passa de 16 nas Filipinas.

27/09/2011: Mais de 100 mil pessoas estão desabrigadas. Tempestade castiga a ilha de Luzon, principal do país-arquipélago.

Pelo menos 16 pessoas morreram e 100 mil tiveram de recorrer a abrigos nesta terça-feira (27) por causa das inundações e dos fortes ventos provocados pelo tufão Nesat no norte das Filipinas, segundo as autoridades.

A região mais atingida é a de Luzon, a principal do norte das Filipinas e onde o Nesat provoca estragos e destruiu lavouras.

O tufão chegou à ilha de Luzon antes do amanhecer com ventos sustentados de até 140 km/h e rajadas de até 200 km/h, segundo o serviço filipino de meteorologia (Pagasa).

"Este tufão é muito largo, com cerca 650 km, e cobre a maior parte da ilha de Luzon", afirmou o secretário de Ciências, Graciano Yumul.

As aulas estão canceladas desde segunda, e os organismos oficiais, salvo aqueles envolvidos nas operações de salvamento e assistência aos desabrigados, foram fechados na manhã desta terça.

Em Manila, o tufão inundou muitas ruas, deixou amplas áreas da capital sem energia elétrica e o trânsito é impossível em algumas regiões pelas enchentes e árvores que caíram com o vento.

As autoridades tinham ordenado a retirada de 100 mil pessoas na segunda-feira em antecipação à chegada de Nesat no arquipélago composto por mais de 7.100 ilhas.

Segundo o serviço de meteorologia, o tufão causará estragos na ilha de Luzon antes de se deslocar, no final da quarta-feira (28), ao Mar da China Meridional, possivelmente afetando o sul da China no dia seguinte.

Entre 15 a 20 tufões passam pelas Filipinas a cada ano durante a estação chuvosa que, pelo geral, começa em maio e conclui em novembro. Há um mês, Nanmadol, o último tufão que atingiu o país, deixou o saldo de 35 mortos e mais de 400 mil pessoas afetadas.

Fonte: G1.

 

 

       © Últimas e Derradeiras Graças