:: Página Principal.
:: Documentário da Igreja.
:: O Poder da Santa Missa.
:: O Poder do Santo Rosário
:: Aparições de N. Senhora.
:: A Vida dos Santos.
 
:: As Grandiosas Orações.
:: As Orações e Promessas.
:: As Devoções.
 
:: O Relógio da Paixão.
:: A Divina Misericórdia.
:: A Mediação de Maria.
 
:: A Catequese do Papa.
:: Guerreiros da últ. Ordem.
:: Os Sinais do Apocalipse.
 
:: O Estudo da Liturgia.
:: A Imitação de Cristo.
:: Confessai-vos bem.
 
:: Confissões do Inferno.
:: O Milagre de Lanciano.
:: A Contrição Perfeita.
 
:: Eucaristia ou Nada.
:: Beato João Paulo II.
:: Papa Bento XVI.
 
:: O Catecismo da Igreja.

O CRUCIFIXO.

 

» A FORÇA DA FÉ «

 


 
O Divino Espírito Santo.

 

 

Este crucifixo está entre os sacramentais da Igreja Católica, é um símbolo Sagrado cujos efeitos são obtidos graças à oração da Igreja.

 

ORAÇÃO DE ADORAÇÃO DIANTE AO CRUCIFIXO:

 

Eis me, aqui ó bom e dulcíssimo Jesus! De joelhos ante a vossa divina presença, eu Vos peço e suplico, com o mais ardente fervor de minha alma, que Vos digneis gravar em meu coração profundos sentimentos de fé, de esperança e de caridade, de verdadeiro arrependimento de meus pecados e vontade firmíssima de me emendar, enquanto com sincero afeto e íntima dor de coração considero e medito em vossas cinco chagas, tendo bem presentes aquelas palavras que o Profeta Davi já dizia de Vós, ó bom Jesus: Traspassaram as minhas mãos e os meus pés, e contaram todos os meus ossos.

 

OREMOS:

 

“Oh! Deus, que vos dignastes alegrar o mundo com a Ressurreição de Vosso Filho JESUS CRISTO, Senhor Nosso, concedei-nos, Vo-lo suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria, alcancemos os prazeres da vida eterna. Pelo mesmo Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém. Rogai por nós a Deus, aleluia... Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia...” (Indulgência plenária para os que tendo feito a confissão e a comunhão, recitarem esta Oração diante de um Crucifixo, rezando pelas necessidades da Santa Igreja, ao menos um Pai Nosso, uma Ave Maria e o Gloria ao Pai. O Papa Pio XI concedeu ainda uma indulgência de 10 anos, cada vez que se rezar, de coração contrito, esta oração. 19 de janeiro de 1934.)

 

 

ORAÇÃO DE SÃO BENTO

 

DIANTE DA CRUZ.

 

"A CRUZ SAGRADA SEJA MINHA LUZ".

"NÃO SEJA O DRAGÃO MEU GUIA".

"RETIRA-TE, SATANÁS.”

“NUNCA ME ACONSELHES COISAS VÃS!"

"É MAU O QUE ME OFERECES.”

“BEBE TU MESMO O TEU VENENO!". 

 

O CRUCIFIXO DE SÃO BENTO

 

A Cruz de São Bento não é um símbolo mágico que cancela cada dificuldade da nossa vida, mas um meio que pode ajudar a superá-la.

Para tirar os benefícios deste crucifixo não basta fazê-lo benzer ou usá-lo como talismã, mas são proporcionais ao grau da nossa fé e da confiança que colocamos em Deus e em São Bento.

Todo Cristão, a exemplo de Jesus Cristo, deve carregar a sua cruz. Pois, é necessário que nossas faltas sejam expiadas; nossa fé seja; provada; e nossa caridade purificada, para que aumentem nossos méritos.

 

O símbolo da nossa redenção, a Cruz, gravada na medalha, não tem por fim nos livrar da prova; no entanto, a virtude da cruz de Jesus e a intercessão de São Bento produzirão efeitos salutares em muitas circunstâncias, a medalha concede, também, graças especiais para hora da morte, pois, São Bento com São José são padroeiros da boa morte.

 

Para se ficar livre das ciladas do demônio é preciso, acima de tudo, estar na graça e amizade com Deus. Portanto, é preciso servi-lo e amá-lo, cumprindo, todos os deveres religiosos: Oração, Missa dominical, recepção dos Sacramentos, cumprimento dos deveres de justiça; em uma palavra, cumprimento de todos os mandamentos da lei de Deus e da Igreja.

Nem o demônio, nem alguma criatura, tem o poder de prejudicar verdadeiramente uma alma unida a Deus.

 

Trazer consigo o CRUCIFIXO.

 

Podemos trazê-lo ao pescoço como sinal de amor a nossa FÉ e TESTEMUNHO a JESUS CRISTO.

 

Numerosos são os benefícios atribuídos ao crucifixo de São Bento, de fato se usado com fé e com o Patrocínio do Santo; protege:

Das epidemias;

Dos venenos;

De alguns tipos de doenças especiais;

Dos malefícios;

Dos perigos espirituais e materiais que possam causar o Demônio;

 

A Santa Sé a enriqueceu com numerosas indulgências: Indulgência Plenária em ponto de morte; Indulgência Parcial.

 

Explicação:

 

São Bento servia-se do Sinal da Cruz para fazer milagres e vencer as tentações. Daí veio o costume, muito antigo, de representá-lo com uma cruz na mão.

Através dos séculos, foram cunhadas medalhas de São Bento de várias formas. Desde o século XVII, começaram-se a cunhar medalhas, tende de um lado a imagem do Santo com um cálice do qual sai uma serpente e um corvo com um pedaço de pão no bico, lembrando as duas tentativas de envenenamento das quais São Bento saiu milagrosamente ileso.

 

O QUE ESTÁ ESCRITO NA CRUZ MEDALHA DE SÃO BENTO

 

 

SÃO BENTO É O PATRONO DOS EXORCISTAS

 

Na frente da medalha são apresentados uma cruz e entre  seus braços estão gravadas as letras C S P B, cujo significado é, do latim: Cruz Sancti Patris Benedicti - "Cruz do Santo Pai Bento". 

 

Na haste vertical da cruz lêem-se as iniciais C S S M L: Crux Sacra Sit Mihi Lux - "A cruz sagrada seja minha luz". 

 

Na haste horizontal lêem-se as iniciais N D S M D: Non Draco Sit Mihi Dux - "Não seja o dragão meu guia". 

 

No alto da cruz está gravada a palavra PAX ("Paz"), que é lema da Ordem de São Bento. Às vezes, PAX é substituído pelo monograma de Cristo: I H S. 

 

À partir da direita de PAX estão as iniciais: V R S N S M V: Vade Retro Sátana Nunquam Suade Mihi Vana - "Retira-te, satanás, nunca me aconselhes coisas vãs!" e S M Q L I V B: Sunt Mala Quae Libas Ipse Venena Bibas - "É mau o que me ofereces, bebe tu mesmo os teus venenos!". 

 

Nas costas da medalha está São Bento, segurando na mão esquerda o livro da Regra que escreveu para os monges e, na outra mão, a cruz. Ao redor do Santo lê-se a seguinte jaculatória ou prece: EIUS - IN - OBITU - NRO - PRAESENTIA - MUNIAMUR - "Sejamos confortados pela presença de São Bento na hora de nossa morte".

 

É representado também a imagem de um cálice do qual sai uma serpente e um corvo com um pedaço de pão no bico, lembrando as duas tentativas de envenenamento, das quais São Bento saiu, milagrosamente, ileso. 

 

Oração a São Bento para alcançar alguma graça:

 

Ó glorioso Patriarca São Bento, que vos mostrastes sempre compassivo com os necessitados, fazei que também nós, recorrendo à vossa poderosa intercessão, obtenhamos auxílio em todas as nossas aflições, que nas famílias reine a paz e a tranqüilidade; que se afastem de nós todas as desgraças tanto corporais como espirituais, especialmente o mal do pecado. Alcançai do Senhor a graça... que vos suplicamos, finalmente, vos pedimos que ao término de nossa vida terrestre possamos ir louvar a Deus convosco no Paraíso. Amém.

 

 

 

Oração diante do Crucifixo na Igreja de São Damião,

 e feita por São Francisco.

 

         Depois que se curou, São Francisco desejava ardentemente saber os planos de Deus para sua vida. Por isso, começou a passar horas em solidão diante do Crucifixo e rezou esta prece diante do Crucifixo, quando estava em oração diante do altar da abandonada igreja de São Damião em Assis, quando esta ainda estava em ruínas.

          Foi, então, que ouviu o Crucificado mandá-lo reconstruir sua Igreja.
         Francisco interpretou tais palavras como se referindo à igreja e de São Damião e não à Igreja Católica, a qual precisava de uma reforma religiosa.

 

         “-Senhor, que queres que eu faça???”

 

         Até que um dia percebeu que Ele lhe respondia:

 

         “-Vai, Francisco! Reconstrói a minha Igreja!”

 

 

A Oração

 

Senhor, quem sois vós e quem sou eu?
Vós o Altíssimo Senhor do céu e da terra
e eu um miserável vermezinho, vosso ínfimo servo.

 

Grande e magnífico Deus, meu Senhor Jesus Cristo,
iluminai o meu espírito
e dissipai as trevas de minha alma;
dai-me uma fé íntegra,
uma esperança firme e uma caridade perfeita.

 

Concedei, meu Deus,
que eu vos conheça muito,
para poder agir sempre segundo os vossos ensinamentos e de acordo com a vossa santíssima vontade.

 

Absorvei, Senhor, eu vos suplico, o meu espírito,
e pela suave e ardente força do vosso amor,
desafeiçoai-me de todas as coisas que debaixo do céu existem,
a fim de que eu possa morrer por vosso amor, ó Deus,
que por meu amor vos dignastes morrer.

 

 

 

Ajoelhados: Ajoelhar-se perante alguém era sinal de homenagem a um soberano. Hoje significa adoração a Deus. São Paulo diz: “Ao nome de Jesus, se dobre todo o joelho, no céu, na terra e debaixo da terra” (Fl 2,10). Rezar de joelhos é mais comum nas orações individuais. “Pedro, tendo mandado sair todos, pôs-se de joelhos para orar” (Cf. At 9,40).

 

Genuflexão: É dobrar os joelhos, num gesto de adoração a Jesus , Também fazemos genuflexão diante do crucifixo, em sinal de adoração. (Não é adoração à cruz objeto, mas a Jesus que nela foi pregado).

 

Veja também:

> A Divina Providência de Maria.

 

 

 

       © Últimas e Derradeiras Graças